Um porta-voz da embaixada dos Estados Unidos em Nova Délhi, aonde Kerry chegou nesta terça para conversar com funcionários e membros de ONGs, declarou que a Índia é um "elemento essencial para a solução da crise climática".

A agência Bloomberg informou no mês passado que as autoridades indianas debatem sobre a possibilidade de estabelecer, como outros países fizeram, um objetivo de zero emissão até a metade do século.

Quando foi anunciada a viagem de Kerry aos Emirados Árabes Unidos, Índia e Bangladesh em abril, os Estados Unidos declararam que o objetivo é "aumentar a ambição climática" antes das negociações convocadas por Biden em teleconferência em 22 e 23 de abril e das negociações da ONU sobre o clima em Glasgow em novembro.

No entanto, a Índia poderia hesitar em estabelecer um objetivo de zero emissões porque isso exigiria uma reforma total de sua economia, que é muito dependente do carvão, e porque já estabeleceu seus próprios objetivos ambiciosos na questão das energias renováveis.

A Índia quer passar sua produção de energia renovável para 450 gigawatts até 2030, ou seja, cerca de cinco vezes a capacidade atual, e reduzir suas emissões de carbono em pelo menos um terço em relação aos níveis de 2005 até o fim da década, segundo Bloomberg.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.