"Advertimos contra qualquer erro de cálculo e qualquer aventura militar do regime israelense contra o Irã e seu programa nuclear", diz a carta do embaixador do Irã na ONU, Majid Takhtarvanshi, publicada nesta quinta-feira (14) pela agência de notícias Tasnim.

"Nos últimos meses, o número e a insensatez das ameaças provocadoras e ousadas do regime israelense não pararam de aumentar, até alcançar níveis alarmantes", disse Takhtarvanshi, que pediu uma "reação" contra Israel para "pôr fim às suas ameaças".

Israel se opõe a um possível novo acordo sobre o programa nuclear iraniano e, na quarta-feira, seu ministro das Relações Exteriores, Yair Lapid, declarou que seu país "se reserva o direito de agir a qualquer momento e com todos os meios" para impedir que Teerã se dote de armas nucleares.

Firmado em 2015, o acordo sobre o programa nuclear iraniano oferecia ao Irã o levantamento das sanções ocidentais e da ONU em troca do compromisso de não se equipar com uma bomba atômica.

Após a retirada unilateral dos Estados Unidos em 2018 e do restabelecimento de suas sanções, Teerã começou a descumprir seus compromissos.

As negociações para salvar o acordo foram retomadas em abril, mas estão suspensas desde a eleição do novo presidente iraniano, Ebrahim Raisi, em junho.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.