O menino, que morava em Gurgaon, perto de Nova Délhi, também sofria de leucemia e pneumonia. Ele foi internado na capital, em 2 de julho, e faleceu dez dias depois de falência múltipla dos órgãos.

O sequenciamento genômico e o isolamento do vírus estão em curso, e uma investigação epidemiológica foi iniciada, informou o Ministério da Saúde na noite de quarta-feira (21).

A gripe aviária é causada por vírus da gripe transmitidos, principalmente, entre as aves e, às vezes, para os humanos. Os casos de transmissão de pessoa para pessoa são muito raros.

Duas cepas da gripe aviária - H5N1 (entre 2003 e 2011, após um primeiro episódio em 1997) e H7N9 (desde 2013) - levaram a contaminações humanas na Ásia por meio de aves infectadas.

O vírus H7N9 infectou 1.668 pessoas e causou 616 mortes desde 2013, de acordo com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO). No caso indiano, o ministério esclareceu que o vírus pertencia ao subtipo H5N, considerado preocupante.

Os médicos e enfermeiras que trataram do paciente estão sob vigilância desde 16 de julho. Nenhum deles relatou qualquer sintoma, segundo o Ministério. Contatos e familiares foram acompanhados, mas ninguém desenvolveu sintomas.

No início de junho, a China relatou um primeiro caso mundial de gripe aviária H1N03 em humanos. Por enquanto, não causou preocupação às autoridades sanitárias mundiais.

Além disso, o vírus H5N8, derivado do H5N1, foi detectado em fevereiro na Rússia em vários funcionários de uma avicultura, depois de ter circulado em vários criadouros europeus.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.