O incêndio começou durante a madrugada no edifício de 13 andares e destruiu uma grande parte do imóvel antes que os bombeiros conseguissem controlar as chamas.

"O incêndio deixou 41 feridos e provocou 46 mortes", afirmou o departamento de bombeiros de Kaohsiung em um comunicado.

Imagens publicadas pela agência oficial de notícias Central News Agency mostraram a fumaça nas janelas do prédio, enquanto os bombeiros tentavam conter as chamas.

A maioria das mortes aconteceu entre os andares 7 e 11, de uso residencial, destacaram os bombeiros. Os primeiros cinco andares são de uso comercial e estavam vazios no momento do incêndio.

O corpo de bombeiros informou que enviou mais de 70 caminhões para combater as chamas.

Alguns moradores afirmaram que ouviram ruídos altos nos andares inferiores, onde o incêndio começou.

"Eu ouvi muitas explosões 'bum, bum, bum' no andar térreo e desci para investigar", disse um morador que não quis se identificar à Formosa TV.

"Então eu percebi que havia um incêndio e chamei a polícia".

Outra sobrevivente testemunhou, sob anonimato, que quando abriu a porta para sair "o corredor estava cheio de fumaça preta".

Durante a manhã foi possível observar a dimensão dos danos, com todos os andares do edifício afetados pelas cinzas.

Um policial de Kaohsiung afirmou à AFP que o edifício tem 40 anos e é habitado principalmente por pessoas com poucos recursos.

As autoridades não descartaram a hipótese de incêndio intencional, segundo a mesma fonte, que revelou apenas o sobrenome (Liu), enquanto as equipes forenses seguiram para o local para investigar a tragédia.

É o incêndio mais mortal em Taiwan em décadas. O último incêndio com um número semelhante de vítimas ocorreu em 1995, quando 64 pessoas morreram um clube de karaokê lotado.

É também um dos mais mortíferos em um edifício residencial no mundo nos últimos 20 anos.

Taiwan, uma ilha frequentemente afetada por terremotos e tufões, tem códigos rígidos de construção e um histórico positivo na área de segurança.

Os edifícios antigos, no entanto, representam um risco.

O desabamento dos prédios antigos durante os recentes terremotos causou o maior número de mortes na ilha.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.