"Por favor, ajudem a Ucrânia e Mariupol! Ajude Azovstal agora!", pediu em inglês o líder da Kalush, Oleh Psiuk, no palco do evento realizado em Turim, na Itália.

A música, que homenageia a mãe do rapper de 27 anos, foi antecipada como a favorita no concurso, que tem um sistema de pontuação que mistura os critérios dos jurados profissionais dos países participantes com o voto do público.

Quarta após a pontuação conferida pelo júri, a Ucrânia chegou ao primeiro lugar com o voto popular com 631 pontos, à frente do britânico Sam Ryder e seu "Space Man" (466 pontos) e da cubana-espanhola Chanel (459), com "SloMo".

"Nossa coragem impressiona o mundo, nossa música conquista a Europa!", escreveu o presidente ucraniano Volodymyr Zelenskiy no Facebook depois de saber dos resultados.

A banda é a sucessora do grupo de hip-hop fundado por Psiuk, chamado de Kalush em homenagem à sua cidade natal no oeste da Ucrânia.

O grupo mistura música folclórica com eletrônica, toca instrumentos de sopro tradicionais semelhantes à flauta, como a telenka e a sopilka, e veste peças de antigos trajes típicos, coletes e chapéus tradicionais.

É a terceira vitória da Ucrânia neste concurso, cujos organizadores, a União Europeia de Radiodifusão, excluíram a Rússia desta edição um dia depois do incêndio da ofensiva contra seu vizinho pró-ocidental em 24 de fevereiro.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.