"Um vazamento em um gasoduto de emergência de gás liquefeito causou o acidente" e "uma explosão originou o incêndio, causando a fumaça que vemos", disse Mansour Darajati à televisão estatal.

Mais de uma hora após o início do incidente, uma densa fumaça e chamas podiam ser observadas a vários quilômetros da refinaria, de acordo com um jornalista da AFP.

Segundo o site da emissora de rádio e televisão pública, Darajati informou que o fogo foi declarado "às 19h30 (12h00 no horário de Brasília)" e que até o momento não houve o registro de mortes.

A refinaria, em funcionamento desde 1968, pertence a Teerã Oil Refining Company e pode produzir 250.000 barris por dia, segundo a agência oficial Irna.

Um porta-voz da empresa rejeitou "qualquer especulação sobre uma sabotagem", de acordo com o canal Telegram da televisão estatal.

"O acidente aconteceu por causa de um problema técnico e estamos atualmente tentando controlar o fogo", acrescentou.

O incêndio ocorreu horas depois que a Marinha iraniana anunciou o naufrágio de um de seus navios no golfo de Omã, após horas de um combate frustrado a um incêndio.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.