"O volume de conteúdo terrorista online" aumentou 7% e "houve um aumento preocupante na proporção de crianças e adolescentes detidos por crimes terroristas", disse o ministro das Relações Exteriores, Dominic Raab.

Segundo o chanceler, a polícia de Londres acredita que os sucessivos confinamentos para combater a epidemia do coronavírus estão facilitando o "acesso digital" dos "terroristas" a "aqueles que provavelmente serão mais receptivos à retórica do extremismo".

Raab citou o EI como "a ameaça terrorista mais importante, tanto dentro quanto fora do país".

A parlamentar trabalhista Lisa Nandy, chefe de relações exteriores da oposição, se mostrou "profundamente perturbada" com a forma como os jovens são visados pela organização jihadista durante a pandemia.

O Reino Unido vive seu terceiro confinamento nacional contra a covid-19 desde o início de janeiro, que inclui o fechamento de escolas.

O país sofreu vários ataques reivindicados pelo EI nos últimos anos. cdu-acc/mb/mr

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.