O exército "destruiu um posto avançado de observação do exército sírio instalado em uma área israelense [...] nas Colinas de Golã", disse Avichay Adraee no Twitter, referindo-se ao lado israelense da fronteira de fato na parte ocupada do Golã sírio e anexada por Israel.

Além disso, acrescentou que as tropas israelenses atacaram e destruíram o posto, naquela que foi a terceira operação desse tipo em um ano e especificou que o exército "não toleraria qualquer tentativa de violação da soberania" de Israel.

Nenhuma vítima foi relatada.

Desde o início da guerra na vizinha Síria em 2011, Israel realizou centenas de bombardeios em território sírio, contra posições do regime de Bashar al-Assad e das forças iranianas e do movimento xiita libanês Hezbollah, grandes aliados do governo sírio.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.