Jajá Coelho foi considerado culpado por testar positivo para substância proibida ao fim do duelo pela fase de grupos da competição africana entre o Chiangrai United e o australiano Melbourne Victory, em novembro passado, informou a CAF.

A substância ilegal foi encontrada na amostra de urina do meia-atacante, acrecentou o organismo que comanda o futebol na África, sem dar mais detalhes.

O duelo entre a equipe de Jajá Coelho e o time da Austrália terminou em 2 a 2, e o clube tailandês não passou da fase de grupos da Liga dos Campeões da CAF no ano passado.

Formado nas divisões de base do América-MG, o jogador de 35 anos saiu do Brasil com apenas 18 e passou a maior parte da carreira no exterior, em clubes como o holandês Feyernoord, os belgas Waterlo e Genk, o espanhol Getafe, o ucraniano Metalist e o turco Trabzonspor, entre outros. No Brasil, passou pelo Coritiba, internacional e Flamengo.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.