O conselheiro de Segurança Nacional da Presidência americana, Jake Sullivan, se reuniu com seus colegas japonês, Shigeru Kitamura, e sul-coreano, Suh Hoon, na Academia Naval de Annapolis, perto de Washington.

Nesta reunião, a equipe dos Estados Unidos pretendia explicar a seus interlocutores os avanços do governo de Joe Biden em sua revisão da política norte-coreana, que agora está chegando ao fim, segundo informou o porta-voz da diplomacia americana, Ned Price, a repórteres na quinta-feira.

Outra autoridade dos Estados Unidos informou que a reunião desta sexta-feira permitirá fazer "consultas finais com o Japão e a Coreia do Sul" sobre o assunto.

Até o momento, o presidente Joe Biden não compartilhou suas intenções em relação a Pyongyang, limitando-se a mencionar esta revisão em andamento para ajustar uma nova estratégia após a tentativa de diplomacia direta de seu antecessor, Donald Trump, com o líder norte-coreano, Kim Jong Un, que não permitiu avanços na desnuclearização do país.

Na semana passada, porém, ele advertiu que os Estados Unidos responderão no caso de uma "escalada" norte-coreana, após o lançamento de dois mísseis balísticos por Pyongyang.

"Deixamos claro que a desnuclearização permanecerá no centro da política dos Estados Unidos em relação à Coreia do Norte", confirmou Price, acrescentando que essa política deve ser aplicada em "coordenação estreita" com os dois países aliados na região.

Sullivan também planeja discutir com seus colegas do Japão e Coreia do Sul sobre a escassez global de semicondutores, cujas cadeias de suprimentos foram perturbadas pela pandemia de covid-19.

A falta de semicondutores forçou algumas montadoras de veículos a reduzir suas produções e o problema parece estar se espalhando para uma ampla gama de eletrônicos.

"Acho que seria justo dizer que nossos três países detêm muitas das chaves para o futuro da tecnologia de fabricação de semicondutores", declarou um funcionário do governo dos Estados Unidos.

A reunião em Annapolis ocorre após às recentes visitas do secretário de Estado, Antony Blinken, e do secretário de Defesa, Lloyd Austin, a Tóquio e Seul.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.