O ator, anteriormente conhecido como Ellen Page, agradeceu àqueles que apoiam a comunidade trans por ajudá-lo em sua jornada para "finalmente amar quem eu sou o suficiente para buscar meu eu autêntico".

"Eu amo ser trans. E eu amo ser queer", escreveu o canadense Page, que recentemente estrelou a série de super-heróis da Netflix, "The Umbrella Academy".

Page, de 33 anos, estourou na cena de Hollywood em 2007 como uma adolescente grávida no blockbuster "Juno".

Como atriz, ela também apareceu na comédia de 2009 "Whip It", no sucesso de ficção científica "A Origem" (2010), com Leonardo DiCaprio, e na comédia de Woody Allen "Para Roma, com Amor" (2011).

Page se declarou lésbica em 2014 e rapidamente se tornou uma referência para a comunidade LGBTQ de Hollywood.

Em 2018, se casou com a bailarina Emma Portner. Ausente das principais produções de Hollywood desde "X-Men: Dias de um Futuro Esquecido", de 2014, Page tem ignorado as tentativas da indústria de classificá-lo ou marginalizá-lo.

"A verdade é que, apesar de me sentir profundamente feliz neste momento ... Tenho medo da invasão, do ódio, das 'piadas' e da violência", escreveu ele na publicação na qual fez o anúncio.

Page também criticou políticos que "criminalizam a atenção médica a trans e negam nosso direito de existir", assim como figuras influentes que usam "uma plataforma massiva e continuam a espalhar hostilidade contra a comunidade trans".

"Vocês têm sangue nas mãos. Liberam uma fúria vil e degradante de raiva que cai sobre os ombros da comunidade trans", acrescentou Page, referindo-se às altas taxas de tentativas de suicídio entre a comunidade.

amz/ec/ll/mps/jc/mvv

NETFLIX

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.