"Estou muito feliz por estar aqui. Venho com muita esperança, com grandes expectativas para um clube que acompanho desde muito jovem. Estou ansioso para começar", disse o treinador ao chegar à França, de acordo com um vídeo publicado pelo clube através de suas redes sociais.

Sobre seu novo clube, Sampaoli explicou: "(O Marselha tem) uma torcida muito exigente, que precisa que a equipe tenha o estilo da cidade e de onde venho, estou habituado a esta exigência. Espero poder corresponder a esse requisito popular".

Anunciado na sexta-feira passada, o ex-treinador do Atlético-MG é o segundo argentino a treinar o Olympique, depois de Marcelo Bielsa (2014 e 2015).

Esta também é a segunda passagem do argentino de 60 anos na Europa, após liderar o espanhol Sevilla (2016-2017).

O ex-técnico do Chile e da Argentina chega ao clube francês para substituir o português André Villas-Boas, que pediu demissão por divergências com a diretoria devido às últimas contratações da equipe.

Juntamente com a escolha de Sampaoli para ser o novo treinador, o Olympique de Marselha oficializou na sexta-feira a nomeação do espanhol Pablo Longoria - até agora diretor desportivo - como novo presidente.

Enquanto Sampaoli não assume oficialmente suas funções, a equipe seguirá comandada pelo interino Nasser Larguet, diretor do centro de treinamento do Olympique, que está na 7ª posição na tabela e enfrentará o Lyon na quarta-feira, pela 28ª rodada do Campeonato Francês.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.