A nova fissura, de entre 100 e 200 metros, se encontra a um quilômetro do primeiro foco de erupção no Vale de Geldingadalir, perto do monte Fagradalsfjall, anunciou o escritório meteorológico da Islândia.

O novo fenômeno se iniciou "ao meio-dia" (horário local), segundo o órgão.

Pequenas quantidades de magma saíam da terra, segundo imagens ao vivo transmitidas pela televisão pública RUV. A lava da nova explosão fluiu para outro pequeno vale vizinho denominado Merardalir.

O acesso ao local, para onde muitos visitantes migram desde o início da erupção em 19 de março, foi fechado por precaução e está sendo evacuado, segundo a polícia islandesa.

Os vulcanologistas islandeses, que inicialmente previram uma erupção de curta duração, calculam agora que vai durar semanas ou até mais.

A última erupção na península de Reykjanes (sudoeste) ocorreu há 800 anos com vários episódios de 1210 a 1240.

Agora o local se tornou a atração do momento na Islândia. No último cálculo, no domingo, mais de 36.000 pessoas visitaram o lugar, um décimo da população do país.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.