As principais interrupções duraram pouco mais de uma hora e provocaram a queda de muitos sites de notícias como os dos jornais The New York Times, Le Monde, Financial Times, Corriere delle Serra e El Mundo.

Outros sites como a plataforma de debate Reddit e o sistema de pagamento online Paypal também foram afetados, assim como o da Casa Branca.

"Em 12 de maio começamos a usar um software que introduzia um erro que podia ser ativado por uma configuração específica do cliente, em circunstâncias específicas", disse Nick Rockwell, chefe do setor de engenharia e infraestrutura da empresa, em um post publicado ontem em seu site.

"Na manhã de 8 de junho, um cliente alterou uma configuração (...) que desencadeou a falha". Isso provocou "mensagens de erro em 85% da nossa rede".

A interrupção global começou às 06:47 no horário de Brasília, e começou a ser resolvida a partir das 07:36, disse a Fastly, acrescentando que a maioria dos serviços foi retomada às 08:00.

Depois, o grupo tentou solucionar a falha com seus clientes criando um 'patch' (programa de computador para corrigir um software) às 14:25.

"Deveríamos ter previsto isso", disse Nick Rockwell, reiterando que "razões específicas" levaram ao erro. O grupo também se desculpou.

A Fastly é uma dessas empresas pouco conhecidas mas estratégicas, que oferecem ajuda os editores de sites para distribuir seus conteúdos em nível internacional, hospedando sites espelhos do site original em todo o mundo.

Seu serviço evita que todos os pedidos dirigidos a um site vão para o mesmo lugar sobrecarregando o mesmo, e com isso ganham em velocidade.

alb/pn/abx/mps/rsr/aa

THE NEW YORK TIMES COMPANY

AKAMAI TECHNOLOGIES

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.