"Em 24 de novembro, a epidemia foi detectada em cinco estados nigerianos: Delta, Enugu, Bauchi, Benue e Ebonyi", disse o porta-voz da organização, Tarik Jasarevic, à imprensa, em Genebra.

"No total, foram registrados 530 casos suspeitos, dos quais 48 foram confirmados por exames laboratoriais. Os 530 casos suspeitos causaram a morte de 172 pessoas", acrescentou.

Não existe um tratamento específico para a febre amarela, que é amplamente disseminada por mosquitos nas áreas urbanas.

O percentual de pessoas vacinadas contra a febre amarela continua baixo em muitas partes da África, embora a vacina seja quase 100% eficaz e relativamente barata.

Especialistas em saúde alertaram nos últimos meses que a pandemia do coronavírus pode levar ao aumento de algumas doenças, devido à interrupção dos programas de vacinação.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.