Djokovic derrotou o americano Tennys Sandgren e enfrentará o veterano uruguaio Pablo Cuevas na segunda fase. Sandgren (66º) não foi páreo para 'Djoko', que venceu em três sets, 6-2, 6-4 e 6-2.

Cuevas, tampouco teve dificuldade e bateu o francês Lucas Pouille por 6 a 3, 6 a 1 e 6 a 3.

Embora não tenha feito uma grande temporada no saibro europeu, não conseguindo sequer se classificar para o chaveamento final nos torneios de Madri e Roma, o veterano tenista uruguaio de 35 anos teve um grande desempenho diante de Pouille (86º) que apesar dos 27 anos continua mostrando que está muito longe do jogador Top 10 que era há pouco mais de dois anos.

Apesar de serem dois veteranos do circuito, Djokovic acabou de completar 34 anos, o sérvio nunca enfrentou Cuevas.

- Nadal supera Popyrin -

Mais cedo o espanhol Rafael Nadal iniciou a campanha pela conquista do que pode ser seu 14º título de Roland Garros com uma vitória sobre Alexei Popyrin (63º), em dois sets, parciais de 6-3, 6-2 e 7/6 (7/3), sem precisar forçar muito.

Depois de dois primeiros sets tranquilos, Nadal pareceu relaxar no terceiro, dando a Popyrin a oportunidade de conseguir o 'break' e prorrogar a disputa.

Ganhar um set do 'Rei' de Roland Garros já teria sido uma façanha para o jovem Popyrin, já que desde 2016 apenas três jogadores conseguiram vencer um set contra o espanhol (Diego Schwartzman, David Goffin e Dominic Thiem).

Mas com 5-3 a favor e dois set points, o jovem australiano sentiu a pressão e, embora tenha aproveitado o desfecho daquele set para levar ao tie-break, Nadal não perdeu a oportunidade de fechar a partida.

"No terceiro set cometi um erro com meu saque. Ele sacou muito bem, sem me dar a oportunidade de fazer o 'break', mas no final consegui e depois joguei bem o 'tie break'", explicou o maiorquino em uma coletiva de imprensa.

"Foi muito difícil jogar contra um tenista muito bom como Alexei", admitiu minutos antes, ainda no saibro da Philippe-Chatrier, a quadra central onde conquistou suas treze Taças dos Mosqueteiros.

"Para mim, é sempre único e especial jogar aqui", disse Nadal, que está em busca de seu 21º título de Grand Slam em Paris para desempatar com Roger Federer e se tornar o tenista com mais 'majors' da história.

- 31 vitórias consecutivas em Paris -

A vitória de Nadal sobre Popyrin também é sua 31ª consecutiva neste torneio, uma sequência que remonta a 2015 quando sofreu uma derrota nas quartas de final para Novak Djokovic.

O maiorquino aumenta seu recorde para 101 vitórias e apenas duas derrotas em Roland Garros.

Mas ao contrário das temporadas anteriores, em que Nadal chegou a Paris depois de perder em torneios anteriores no saibro, desta vez o espanhol encara o tradicional Roland Garros depois de perder para o russo Andrey Rublev em Monte Carlo e para o alemão Alexander Zverev na final em Madri.

Mas os sinais que deixou em seu último torneio disputado, há duas semanas em Roma, ao vencer a final contra o número 1 Djokovic, foram confirmados nesta terça-feira e Nadal parece pronto para lutar por mais um título em Paris.

Seu adversário na segunda fase será o francês Richard Gasquet (53º), um velho conhecido a quem sempre venceu nos 16 jogos anteriores.

"Nós nos conhecemos muito bem desde que jogamos pela primeira vez quando tínhamos 12 anos e é importante para nós dois nos enfrentarmos novamente depois de tantos anos e em um lugar como este", disse Nadal, que fará 35 anos na quarta-feira, a mesma idade que Gasquet terá quinze dias depois.

O russo Andrey Rublev, sétimo do ranking mundial e finalista em Monte Carlo após eliminar o próprio Rafael Nadal, foi eliminado na primeira rodada pelo alemão Jan-Lennard Struff (42º) em jogo de 5 sets: 6-3, 7-6 (8/6), 4-6, 3-6 e 6-4.

--- Resultados da 3ª jornada do torneio de Roland Garros nesta terça-feira:

Simples masculino (primeira fase):

Novak Djokovic (SRB/N.1) x Tennys Sandgren (EUA) 6-2, 6-4, 6-2

Pablo Cuevas (URU) x Lucas Pouille (FRA) 6-3, 6-1, 6-3

James Duckworth (AUS) x Salvatore Caruso (ITA) 6-4, 3-6, 7-6 (7/4), 6-2

Ricardas Berankis (LTU) x Ugo Humbert (FRA/cabeça de chave N.29) 6-4, 6-4, 2-6, 6-4

Alex De Minaur (AUS/N.21) x Stefano Travaglia (ITA) 6-2, 6-4, 7-6 (7/4)

Marco Cecchinato (ITA) x Yasutaka Uchiyama (JPN) 3-6, 6-1, 6-2, 6-4

Matteo Berrettini (ITA/N.9) x Taro Daniel (JPN) 6-0, 6-4, 4-6, 6-4

Federico Coria (ARG) x Feliciano Lopez (ESP) 6-3, 7-6 (7/4), 6-2

Soonwoo Kwon (COR) x Kevin Anderson (RSA) 7-5, 6-4, 2-6, 7-6 (7/4)

Andreas Seppi (ITA) x Félix Auger-Aliassime (CAN/N.20) 6-3, 7-6 (10/8), 4-6, 6-4

Rafael Nadal (ESP/N.3) x Alexei Popyrin (AUS) 6-3, 6-2, 7-6 (7/3)

Richard Gasquet (FRA) x Hugo Gaston (FRA) 6-1, 6-4, 6-2

Mikael Ymer (SUE) x Roberto Carballés Baena (ESP) 6-4, 0-6, 4-6, 6-2, 6-2

Gaël Monfils (FRA/N.14) x Albert Ramos (ESP) 1-6, 7-6 (8/6), 6-4, 6-4

Diego Schwartzman (ARG/N.10) x Yen-Hsun Lu (TPE) 6-2, 6-2, 6-3

Aljaz Bedene (SLO) x Adrian Mannarino (FRA) 7-5, 3-6, 7-5, 6-2

Philipp Kohlschreiber (ALE) x Fernando Verdasco (ESP) 7-6 (7/3), 6-2, 2-6, 6-4

Aslan Karatsev (RUS/N.24) x Jenson Brooksby (EUA) 6-3, 6-4, 6-4

Facundo Bagnis (ARG) x Benjamin Bonzi (FRA) 7-5, 6-3, 6-4

Jan-Lennard Struff (ALE) x Andrey Rublev (RUS/N.7) 6-3, 7-6 (8/6), 4-6, 3-6, 6-4

mcd/pm;aam

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.