Danone já havia antecipado essas demissões como parte de seu plano chamado "Local First", que pretende aumentar a lucratividade suprimindo principalmente camadas hierárquicas na fábrica, de um total de 100.000 empregados.

O plano deseja também priorizar uma organização geográfica e dar mais autonomia aos países em que a Danone está presente.

Globalmente, o "plano podeira trazer consigo a supressão de cerca de 1.850 postos de trabalho no mundo, 458 deles na França", diz o comunicado, sem especificar quais outros países seriam afetados.

"Este plano será aplicado progressivamente entre 2021 e 2022", afirmou a empresa.

Em outubro, a Danone anunciou que previa uma revisão estratégica de suas atividades na Argentina.

Em 2020, o faturamento da empresa francesa caiu 6,6%, para 23,6 bilhões de euros (27,7 bilhões de dólares), o que significa cerca de 1,7 bilhão de euros a menos que em 2019.

myl/pn/els/bl/mb/aa

DANONE

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.