O internacional brasileiro Renan Lodi, que atua no Atlético de Madrid, ficou fora das escolhas de Tite, selecionador ‘canarinho’ de futebol, pela falta da segunda dose da vacina contra a covid-19, revelou hoje o técnico.

“Ele perdeu a possibilidade de concorrer em função de não se ter vacinado”, afirmou Tite durante a conferência de imprensa de lançamento da convocatória para os jogos contra o Equador, em Quito, dia 27 de janeiro, e Paraguai, dia 01 de fevereiro, em Belo Horizonte.

Segundo especificou a estação televisiva brasileira Globo, Renan Lodi ainda só tomou a primeira dose da vacina contra o coronavírus.

Renan Lodi, companheiro de equipa do atacante português João Félix no Atlético de Madrid, está na Arábia Saudita ao serviço dos ‘colchoneros´, que enfrentam hoje o Athletic Bilbau nas meias-finais da Supertaça de Espanha.

A covid-19 provocou 5.511.146 mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.