Após uma campanha de vacinação rápida, as autoridades flexibilizaram as restrições no mês passado para ajudar a estimular a economia, com a suspensão dos limites de horário de funcionamento dos estabelecimentos comerciais.

Mas os novos contágios diários aumentaram e atingiram na quarta-feira o recorde de 7.850. As autoridades temem que podem chegar a 20.000 em janeiro.

"Só conseguiremos superar este momento crítico se agirmos rapidamente para controlar a propagação por meio de fortes medidas de distanciamento social", disse o primeiro-ministro Kim Boo-kyum.

Com as novas regras, que entram em vigor no sábado pelo período de duas semanas, restaurantes, cafés e casas noturnas devem fechar às 21H00, enquanto cinemas e casas de shows poderão funcionar até 22H00.

As reuniões privadas serão limitadas a quatro pessoas.

O governo fez um apelo para que as pessoas que podem receber a dose de reforço tomem a vacina o mais rápido possível, após um alerta sobre a pressão nos hospitais do país.

Mais de 80% da população sul-coreana foi totalmente vacinada.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.