De acordo com a agência oficial KCNA, na sexta-feira foram registrados 174.440 novos casos de febre e 21 mortes. Este veículo não especificou quantas vítimas testaram positivo para o coronavírus.

Com seus 25 milhões de habitantes não vacinados e um sistema de saúde cambaleante, o poder norte-coreano ordenou medidas de confinamento por todo o país para tentar conter o surto.

Seu líder, Kim Jong Un, disse nesta sexta-feira que "a maior prioridade é bloquear a propagação do vírus, fechando zonas ativamente e isolando e tratando as pessoas com febre de forma responsável".

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.