A explosão aconteceu em Asadabad, capital da província de Kunar, e foi dirigida ao chefe da polícia talibã no distrito de Shigal, disse um funcionário do grupo islâmico.

"O chefe policial morreu e 11 pessoas ficaram feridas", quando uma bomba foi detonada durante a passagem de seu comboio, disse a mesma fonte à AFP, que pediu para não ser identificada.

Um médico do hospital Kunar confirmou à AFP que recebeu 11 feridos, incluindo quatro combatentes talibãs e sete civis.

Ninguém se responsabilizou pelo ataque, mas o grupo Estado Islâmico-Khorasan (EI-K), ativo no leste do Afeganistão, assumiu a autoria de atos semelhantes contra o Talibã no passado.

Os talibãs entraram em confronto com o EI-K desde seu surgimento no Afeganistão, em 2014.

O grupo assumiu a responsabilidade por alguns dos ataques mais recentes, incluindo um atentado suicida, na semana passada, em uma mesquita xiita na província de Kunduz que deixou cerca de 100 mortos.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.