"Sem acesso humanitário para aumentar nossa ajuda, cerca de 30.000 crianças que sofrem uma grave desnutrição nestas zonas muito pouco acessíveis correm um grande risco de morrer", declarou o porta-voz do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), James Elder.

Mais de meio ano depois do lançamento de uma operação militar anunciada como rápida pelo primeiro-ministro etíope, Abiy Ahmed, os combates continuam na região de Tigré, onde um grave risco de fome se coloca como ameaça há vários meses.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.