"Porfirio Lima Cervantes foi encontrado vivo", disse o governador de Puebla, Miguel Barbosa, em entrevista coletiva. "Estava caminhando por uma cidade no (estado de) Querétaro".

O responsável disse que Lima Cervantes, que concorre à prefeitura de Acajete pelo Partido Verde, está prestando depoimento perante o Ministério Público.

À medida que a eleição se aproxima, os ataques contra candidatos se multiplicam.

Na sexta-feira passada, Cipriano Villanueva, de 65 anos, que era candidato a vereador do município de Acapetahua pelo partido Chiapas Unido, foi morto a tiros.

Também na semana passada, Omar Plancarte Hernández, candidato do Partido Verde a prefeito de Uruapan, no estado de Michoacán, foi sequestrado por homens armados.

No dia 6 de junho, o México realizará a maior eleição de sua história, na qual serão eleitos mais de 21 cargos, incluindo 500 cadeiras na Câmara dos Deputados e 15 governos estaduais.

Desde dezembro de 2006, quando o governo lançou uma polêmica operação antidrogas, o México registrou mais de 300.000 assassinatos, segundo dados oficiais que atribuem a maior parte desses crimes ao crime organizado.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.