A quinta-feira foi de recordes de mínimas por todo o país. No Rio de Janeiro, os 11 graus conferiram o ranking de dia mais frio do ano. A onda de temperaturas baixas mexe com o armário e o psicológico dos brasileiros. Segundo o Google, as buscas pela palavra “frio” cresceram 60% nesta semana e a “sopa” está entre as cinco receitas mais procuradas do Brasil. Para o psiquiatra Ilton Castro, a mudança do tempo tem reflexo direto no humor do brasileiro.

“A nossa condição térmica acaba ditando preferências que proporcionam o equilíbrio com o bem-estar. Se estamos com frio, procuramos o aconchego em um chocolate quente, casacos mais grossos... muitas dessas escolhas têm relação direta com a produtividade, concentração, capacidade de levar o dia com disposição mesmo sob temperaturas tão atípicas”, destaca o psiquiatra.

Explicação que acompanha a disparada de acessos por roupas de inverno. O levantamento do Google mostra ainda que “blusa”, “conjunto”, “jaqueta” e “casaco” são os favoritos. Em Teresópolis, cidade da Região Serrana do Rio, onde madrugada registrou 6,5 graus (INMET), a empresária Rafaela Lima Rodrigues, proprietária da Relicarioforyou, loja de venda online de roupas, também sentiu o impacto.

“Acho que ninguém esperava tanto frio. A procura por tecidos de tricot disparou. As pessoas querem se proteger das baixas temperaturas e já estrear a coleção inverno”, comentou a empresária.

Mas, mais do que acompanhar a moda, acredite, o brasileiro mostra um interesse maior ainda pela meteorologia. Nos países onde o Google atua, o Brasil é campeão nas buscas. A palavra “clima” é a mais acessada dos últimos 12 meses. Em seguida, vem “tempo". Os estados que mais pesquisaram foram São Paulo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Mato Grosso e Paraná.

Para o psiquiatra Ilton Castro, a relação do brasileiro com o tempo possibilita inúmeras vivências, pela variedade de clima num mesmo país.

“No Estado do Rio, o morador vive o calor de um litoral e corre para saborear o frio na Serra. Estas experiências permitem desfrutar o melhor das estações. Nossas personalidades são muito influenciadas pelo tempo. Em lugares de calor, sol, a tendência é que as pessoas sejam mais abertas e receptivas. Laços sociais se fazem com mais facilidade. No frio, a tendência é pelo aconchego e mais pausas para a reflexão. A boa vivência de todas as estações contribui para um indivíduo mais equilibrado e feliz”, afirma o psiquiatra.

Ilton Castro é formado pela Faculdade de Medicina do Vale do Aço (MG). Cursou psiquiatria no Hospital Naval Marcílio Dias. Tem especialização em idosos e medicina do sono. Atua em Macaé, Rio das Ostras e todo o Brasil por atendimento online.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.