Londres caiu 2,6%; Frankfurt, 4,2%; Paris, 3,4%; Madri, 2,66% e Milão, 4,06%.

Wall Street foi contagiada pelo nervosismo do mercado europeu, com o Dow Jones caindo 2% no início das operações e o Nasdaq 1,75%.

Os mercados acompanham a evolução da pandemia covid-19 com preocupação.

A Alemanha anunciou o fechamento de restaurantes, instituições culturais e do setor de lazer a partir de segunda-feira, em um novo esforço para tentar conter a segunda onda do coronavírus.

As restrições vão durar um mês, e o governo prometeu até 10 bilhões de euros em ajuda para mitigar os efeitos.

A França está considerando decretar um novo confinamento em novembro. E na Itália, que este ano passará pela sua pior recessão desde a Segunda Guerra Mundial, as manifestações contra novas paralisações de atividades se multiplicam em algumas categorias profissionais.

Na Ásia, Tóquio fechou com queda de 0,29% e Hong Kong, 0,32%.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.