O quadro, uma natureza com flores, foi pintado em 1913 por Lovis Corinth e foi armazenado no Museu Real de Arte em Bruxelas, junto com outras 30 peças que eram suspeitas de terem sido roubadas durante a Segunda Guerra.

Após décadas de análises e investigações, os especialistas concluíram que o quadro foi roubado por oficiais alemães de um depósito que continha objetos de judeus alemães que partiram em busca de refúgio.

Gustav e Emma Mayer foram forçados a abandonar todos os seus pertences para conseguir fugir para a Inglaterra, e uma caixa que continha o quadro e outros objetos foi roubada no início da guerra.

Assim que o quadro for restaurado, a família de Mayer terá que devolver ao Estado alemão cerca de 4.100 euros, o valor estimado da obra de arte. O motivo é porque no final da década de 1960 a família Mayer já havia recebido na Alemanha uma indenização pelos bens roubados. Por isso, ao receber o quadro, a família deverá retornar parte dessa indenização.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.