O incidente ocorreu em Buea, uma das cidades mais conflituosas de uma região em que os separatistas de língua inglesa e as forças do governo da nação, a qual a maioria fala francês, entraram em um conflito de quatro anos.

"Pedimos à população que mantenha a calma. Foi um incidente triste e lamentável", declarou o governador da Região Sudoeste, Bernard Okalia Bilai, ao canal de televisão estatal CRTV.

Blaise Chamango, chefe de um grupo de campanha local, disse que a polícia ordenou a uma mulher que levava as crianças à escola que parasse em um posto de controle.

"A motorista não obedeceu. Um policial abriu fogo e uma aluna ficou ferida até a morte", afirmou.

"A multidão respondeu linchando o policial. Mais de 500 pessoas foram às ruas e marcharam com o corpo (da menina) até o escritório do governador", acrescentou.

Nas redes sociais circularam fotos que pareciam ser da menina morta, do policial e da multidão que o linchou, mas não puderam ser autenticadas.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.