A atriz, conhecida por interpretar a "Tia Becky" na série de TV "Fuller House", exibida nos anos 80 e 90, chegou pela manhã à prisão federal feminina de Dublin, próxima a San Francisco, onde deu entrada em outubro a atriz Felicity Huffman ("Desperate Housewives"), condenada a duas semanas de prisão pelo mesmo escândalo, do qual participaram vários pais de classe alta.

Lori afirmou ter aprendido com a "decisão terrível" que tomou, juntamente com o marido, de pagar 500 mil dólares a um intermediário para que suas duas filhas fossem aceitas na Universidade do Sul da Califórnia (USC).

Além de cumprir pena, a atriz terá que pagar uma multa de 150 mil dólares, permanecer por dois anos em liberdade condicional e cumprir 100 horas de trabalho comunitário.

O estilista Mossimo Giannulli, 57, marido de Lori, que os investigadores consideraram "o mais ativo" no caso, foi condenado a cinco meses de prisão e a pagar uma multa de 250 mil dólares.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.