Espanhóis e portugueses ocupam o segundo e o terceiro lugares do difícil grupo B, liderado pelo Liverpool, após a vitória por 3 a 2 nesta quarta-feira sobre o Milan.

O visitante time madrilenho não conseguiu vencer o Porto, que fechou suas linhas e procurou suas oportunidades em jogadas rápidas, num jogo em que os portugueses terminaram com dez devido à expulsão de Chancel Mbemba (90+4).

O técnico Diego Simeone apostou na liderança de Luis Suárez ao lado do jovem João Félix, deixando Antoine Griezmann e o argentino Ángel Correa no banco.

Num primeiro tempo muito truncado, o Porto deu um susto nos 'rojiblancos' quando o nigeriano do time português, Zaidu Sanusi, ficou sozinho cara a cara com o goleiro Jan Oblak, mas Geoffrey Kondogbia interceptou na área (27).

O Porto tentou encontrar profundidade na ponta direita, onde o mexicano Jesús Manuel Corona 'Tecatito' e Otavio apareciam em velocidade.

Este último assustou a torcida no Metropolitano com um cruzamento envenenado que acabou batendo na trave 'rojiblanca' (51).

Diante das dificuldades para sair, Simeone buscou dinamismo com as entradas de Ángel Correa no lugar de Koke, Renan Lodi no de Hermoso e Antoine Griezmann substituindo João Félix (56).

O francês foi recebido com uma forte vaia por grande parte da torcida, que não esqueceu de sua transferência para o Barcelona, enquanto outra parte do público o aplaudiu.

As mudanças surtiram efeito e o Atlético começou a chegar mais e a vencer a pressão com que o Porto tinha reiniciado o jogo.

Em um cruzamento do Porto, Oblak afastou e a bola atingiu a mão de Medhi Taremi antes de ir para o fundo da rede mas o gol foi anulado pelo VAR (79).

As duas equipes continuaram em busca do gol mas o placar se manteve inalterado até o fim.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.