"O inimigo israelense executou ataques aéreos, disparando mísseis (...) no centro do país", disse a mesma fonte, acrescentando que os bombardeios tinham ferido outras sete pessoas, entre elas um menor.

Segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos, quatro vítimas eram combatentes, cujas nacionalidades são desconhecidas.

"Aviões de guerra israelenses lançaram ao menos oito mísseis contra depósitos de armas e instalações iranianas na região de Masyaf", na província central de Hama, informou o Observatório, com sede no Reino Unido, e que se baseia em uma ampla rede de fontes dentro da Síria.

O exército israelense disse à AFP que não comenta as informações dos veículos de comunicação estrangeiros.

Embora Israel não costume fazer comentários sobre seus ataques na Síria, admitiu ter realizado centenas deles desde 2011, dirigidos a posições governamentais, bem como a forças iranianas e ao grupo militante xiita pró-iraniano Hezbollah.

Em março, o Corpo da Guarda Revolucionária do Irã informou que um ataque com foguetes israelenses tinha matado dois de seus oficiais na Síria.

O Irã disse ter mobilizado suas forças na Síria a convite de Damasco.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.