Milicianos do grupo armado Codeco (Cooperativa para o Desenvolvimento do Congo) atacaram a mina de Damblo na quarta-feira, onde vários chineses estão instalados, no território de Djugu, disse à AFP Lokana Pay, presidente da sociedade civil de Mungwalu.

Durante o ataque, "todos os trabalhadores estavam lá e havia doze chineses", disse ele. Os milicianos "mataram dois chineses, seus corpos foram encontrados naquele lugar e os [outros] dez estão desaparecidos", disse ele.

A mina Damblo está localizada a cerca de 60 km a nordeste de Bunia, capital da província de Ituri.

Questionado sobre o assunto, o porta-voz do Exército em Ituri confirmou o ataque e a "morte de dois chineses. Um cidadão ugandense e uma congolesa (...) também foram mortos por esses milicianos", explicou o porta-voz, tenente Jules. Ngnongo.

Tanto Ituri quanto a província vizinha de Kivu do Norte estão em estado de exceção desde 6 de maio, uma medida extrema para combater grupos armados. Lá, as autoridades civis foram substituídas por militares e policiais.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.