A jornalista da BBC, Lisa Shaw, morreu esta sexta-feira (28), e as autoridades de saúde britânicas vão investigar se a sua morte poderá estar relacionada com a toma da vacina da AstraZeneca.

Segundo a família da locutora de 44 anos, Lisa teve coágulos sanguíneos dias depois de lhe ter sido administrada a primeira dose da vacina contra a Covid-19.

O certificado de óbito indica que a vacina pode ser uma das causas responsáveis pela morte e uma investigação será realizada para determinar se foi, ou não, esta a causa.

Vale destacar que a causa da morte só será anunciada após esta investigação.

Lisa Shaw, segundo a BBC, não tinha qualquer registo de problemas de saúde.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.