As medalhas olímpicas conquistadas pela Argentina, a prata de Atlanta-1996 e os dois ouros de Atenas-2004 e Pequim-2008, não pesaram contra os australianos.

A seleção da Oceania, que ficou de fora dos Jogos de Londres-2012 e Rio-2016, se mostrou aguerrida desde o início e abriu o placar com Lachlan Wales aos 14 minutos. Já na reta final da partida, Marco Tilio decretou a vitória (80).

Só nos primeiros momentos do jogo a Argentina rondou a meta de Tom Glover, sem grandes perigos. O primeiro gol começou em um passe longo de Harry Souttar para Joel King, que viu Lachlan Wales à vontade para marcar.

Após o gol da Austrália, o time sul-americano esteve perto de marcar com um cruzamento perigoso de Ezequiel Barco. Essa bola, que bateu no travessão, acabaria sendo a chance mais clara para a Argentina, que ficou com dez em campo após a expulsão de Francisco Ortega pouco antes do intervalo.

A Alviceleste não conseguiu reagir no segundo tempo. Suas tentativas viraram contra-ataques australianos, que acabaram garantindo o triunfo com o segundo gol.

O 2 a 0 final nasceu com um passe de Mitchell Duke, que segurou a bola na frente enquanto esperava a chegada de um companheiro de equipe. Quem apareceu em posição para finalizar foi Marco Tilio, colocando a bola no canto esquerdo de Jeremías Ledesma.

Depois do empate entre Espanha e Egito (0-0) também nesta quinta-feira, a Argentina é a lanterna do Grupo F, e enfrenta os egípcios no domingo. Já a Austrália vai defender sua liderança contra os espanhóis.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.