Num duelo equilibrado e sem brilho, o atacante argentino Lionel Messi abriu o placar aos 23 minutos, em uma cobrança de pênalti em que a bola bateu na trave antes de morrer no fundo das redes.

Aos 36, os visitantes igualaram após um erro de marcação da defesa dos anfitriões, que deixaram livre para finalizar o atacante Alexis Sánchez, que recebeu passe do volante Gary Medel após cobrança de falta efetuada pelo também atacante Charles Aranguiz.

Com este resultado, a Argentina chega aos 11 pontos e ocupa a segunda posição da tabela, atrás do Brasil que tem 12 e que na sexta recebe o Equador. Já o Chile tem cinco unidades e está provisoriamente em sexto, podendo ser ultrapassado se a Colômbia (com cinco) vencer fora de casa o Peru, ainda nesta quinta.

Na próxima semana os argentinos viajam para encarar os colombianos e os chilenos recebem a Bolívia.

- Eliminatórias Sul-Americanas para o Mundial do Catar - sétima rodada

Argentina - Chile 1 - 1 (1-1)

Estadio: Único Madre de Ciudades (Santiago del Estero, Argentina)

Árbitro: Jesús Valenzuela (VEN)

Gols:

Argentina: Lionel Messi (23, de pênalti)

Chile: Alexis Sánchez (36)

Cartões amarelos:

Argentina: Martinez Quarta (43), Cristian Romero (52)

Chile: Pablo Galdames (2), Charles Aránguiz (68)

Equipes:

Argentina: Emiliano Martínez - Lucas Martinez Quarta (Lisandro Martínez, 46), Juan Foyth (Nahuel Molina, 81), Cristian Romero - Ángel Di María (Julián Álvarez, 63), Rodrigo De Paul, Nicolás Tagliafico, Leandro Paredes (Exequiel Palacios, 81) - Lionel Messi, Lucas Ocampos (Angel Corréa, 46), Lautaro Martínez. T: Lionel Scaloni.

Chile: Claudio Bravo - Eugenio Mena, Guillermo Maripán, Mauricio Isla, Gary Medel - Pablo Galdames (César Pinares, 65), Erick Pulgar, Charles Aránguiz (Tomás Alarcón, 85) - Eduardo Vargas (Carlos Palacios, 81), Jean Meneses, Alexis Sánchez. T: Martin Lasarte.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.