As pessoas autorizadas serão aquelas que já receberam as duas doses da vacina anticovid, aquelas que só receberam uma dose pelo menos 14 dias antes ou as que se recuperaram da doença, explicaram as autoridades.

O Ramadã costuma levar um grande fluxo de fiéis da Arábia Saudita e de outros países muçulmanos para Meca. A pequena peregrinação, suspensa em março de 2020 por causa da pandemia, foi retomada timidamente no início de outubro com medidas de precaução.

Em um primeiro momento, apenas 6.000 sauditas e residentes estrangeiros na Arábia Saudita estavam autorizados todos os dias a realizar a 'umrah', que pode ser feita em qualquer época do ano, ao contrário do 'hach', que possui um período específico.

O número subiu para 15.000 diários para a 'umrah'.

Mais de 390.000 casos de covid foram registrados no país, entre eles 6.700 mortes e mais de 5 milhões dos 34 milhões de habitantes receberam ao menos uma dose da vacina.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.