O conselho de ministros do país aprovou um projeto de lei que exige que as empresas alemãs com mais de 1.000 funcionários monitorem cuidadosamente as questões.

Em caso contrário estão previstas multas de entre "100.000 e 800.000 euros" (entre 120.000 e 967.000 dólares), de acordo com o texto analisado pela AFP.

As penalidades podem chegar até a "2% do faturamento anual" para os grupos com faturamento superior a 400 milhões de euros (484 milhões de dólares).

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.