Que a secretária americana do Tesouro, Janet Yellen, tenha falado sobre a medida é um "avanço", declarou Scholz à imprensa.

"Agora é realista que alcancemos um acordo este ano", completou.

O governo dos Estados Unidos quer pressionar os sócios internacionais para obter um acordo sobre uma taxa de imposto mínima das empresas, independente do país em que estejam instaladas.

"Trabalhamos com os países do G20 para estabelecer uma taxa mínima de imposto sobre as empresas", declarou Yellen na segunda-feira.

O objetivo, segundo ela, é acabar com a corrida de redução de impostos dos países para atrair empresas a seus territórios.

"Confio em nossa capacidade de acabar com esta má tendência", disse Scholz antes de uma reunião por videoconferência dos ministros das Finanças do G20 prevista para quarta-feira.

A posição de Yellen é "um vento favorável decisivo para o imposto mínimo", medida defendida por Alemanha e França.

Os dois países são fervorosos defensores das negociações fiscais em curso sob a direção da OCDE.

Além de tributar as empresas, trata-se de adotar um sistema internacional de impostos para os gigantes digitais.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.