"Não há nenhum artefato explosivo" a bordo do avião da Air France, que foi isolado ao chegar no aeroporto Roissy-Charles-de-Gaulle, informou o ministro do Interior, Gérald Darmanin.

Segundo uma fonte do aeroporto, durante o voo um homem conseguiu se conectar com a frequência de rádio dos pilotos e emitiu uma ameaça de bomba.

"O comandante recebeu uma ligação que o informou de uma bomba a bordo, e que lhe disse que tinha que pousar na Argélia", explicou à AFP um fonte próxima ao caso.

"O piloto informou à companhia e o avião foi escoltado por um avião caça Rafale até Roissy", acrescentou a fonte.

Ao chegar em Paris, o avião foi levado para uma área especial do aeroporto. Um total de 52 passageiros desembarcaram e suas identidades foram inspecionadas, explicou o ministério.

O incidente provocou a convocação de uma célular interministerial de crise, informou o ministério do Interior.

O GIGN, uma unidade de elite da polícia francesa, foi mobilizado durante o incidente.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.