"Se tivermos que ir, vamos jogar e tentar fazer o melhor possível na Copa. Mas há muitas incógnitas sobre acomodação. Sinceramente, ainda é alarmante e preocupante. O Brasil não é o lugar ideal", disse Scaloni à imprensa conferência um dia antes da partida com o Chile pelas Eleminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022.

Questionado sobre a transferência da Copa para o Brasil a partir de 13 de junho, ele respondeu que "a Argentina caiu (da organização do torneio) por um problema lógico de saúde, como a Colômbia caiu antes, e certamente será uma situação muito difícil de lidar".

O Brasil é o segundo país do mundo com mais mortes por covid (mais de 465.000).

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.