"Deixe isso cegar o inimigo: liderado pela graça divina e pelas orações dos crentes, Sua Excelência está com boa saúde e cumprindo suas obrigações de acordo com sua programação habitual", escreveu Mehdi Fazaeli no Twitter.

A mensagem foi repetida por várias agências iranianas que apresentam Fazaeli como membro do escritório encarregado de publicar a obra do iraniano número um, de 81 anos.

O boato sobre uma piora na saúde de Khamenei se espalhou por uma mensagem em árabe postada no Twitter no sábado, que afirmava que o guia supremo iraniano delegou seus poderes a um dos seus filhos após um declínio acentuado do seu estado de saúde.

A mensagem foi recebida, sem verificação, por uma conhecida revista americana, o que contribuiu para reforçar o boato.

Na segunda-feira, a agência iraniana Tasnim afirmou que o tuíte em questão é uma "notícia falsa" criada por uma conta "pertencente a um separatista [de língua árabe] de Londres".

A última aparição pública de Khamenei ocorreu em 24 de novembro. Segundo imagens veiculadas pela televisão estatal, o guia supremo, que costuma fazer apenas duas ou três apresentações por mês, no máximo, se reuniu naquele dia com os chefes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

O guia e seus convidados apareceram todos com máscaras, devido à pandemia da covid-19 que está atingindo fortemente o Irã.

Em 2014, Khamenei teve uma operação de próstata bem-sucedida.

amh-mj/hj/bc/mis/bn

Twitter

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.