"Não vou renunciar", declarou Cuomo em entrevista coletiva após se desculpar por sua conduta.

"Agi de uma forma que deixou as pessoas desconfortáveis", mas "não foi intencional", disse ele. "Eu me sinto péssimo com isso e, francamente, estou envergonhado", disse ele à beira das lágrimas, com a voz trêmula.

"Nunca toquei em ninguém de forma inapropriada", garantiu.

Os conteúdos mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Brasil e fique por dentro.

Siga-nos na sua rede favorita.